Fatores mais impotentes antes da pratica de qualquer atividade física

A importância da alimentação para quem faz exercícios

A importância da alimentação para quem faz exercícios

É importante o aluno ter em mente que não existem milagres quando o assunto é praticar exercícios físicos para a manutenção da boa forma e do bem-estar. Dentro desse cenário, é lógico que hábitos cotidianos têm influência significativa. E isso não poderia ser diferente com a alimentação.


Seja para fins estéticos – perda de peso ou hipertrofia – ou para trabalhar com aspectos como respiração e circulação sanguínea, a dieta deverá levar em conta o tipo, carga e duração dos exercícios praticados, assim como o percentual de gordura para se queimar. 


A alimentação deverá ser balanceada e equilibrar a quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais ingeridos, pois isso será determinante para o sucesso (ou não) nos resultados das atividades.


O que comer?


Vale ressaltar que cada elemento – carboidratos, vitaminas, proteínas e minerais – deve ser consumido de modo equilibrado, pois o metabolismo e os efeitos desejados durante as aulas serão colocados em risco se houver consumo em excesso ou abaixo do ideal.


Os carboidratos, conhecidos em formato de açúcares, são as principais fontes de energia usadas durante a realização dos exercícios e podem ser encontrados em grãos e massas. 


Já as proteínas fornecem material para a construção e manutenção de tecidos e órgãos do corpo, além de serem fundamentais para a produção de anticorpos e hormônios. Elas podem ser encontradas em carnes vermelha e branca, queijos, leite, grãos e ovos. 


As vitaminas e os minerais são responsáveis pela regulação de enzimas e hormônios, ajudando no bom funcionamento da frequência cardíaca, contração dos músculos, equilíbrio do organismo e até mesmo na atividade cerebral. Estão disponíveis em frutas, vegetais, ovo, carnes vermelha e branca e em frutos do mar.


É importante ressaltar que a hidratação tem papel ímpar no funcionamento do corpo durante a realização de atividades, pois ajuda a manter a temperatura corporal constante e pode ser fonte de minerais também. Recomenda-se tomar água durante atividades de curta duração, enquanto isotônicos são indicados quando as aulas são de longa duração.


Quando comer?


Não há recomendação exata de quanto tempo comer antes de fazer aulas, mas é importante evitar alimentar-se imediatamente antes da sessão de exercícios, por causa do funcionamento sistema digestivo, o que poderá afetar negativamente o andamento das atividades. Após as aulas, o indicado é comer alimentos ricos em carboidratos e proteínas, pois são importantes para potencializar os resultados obtidos.

A alimentação é importante para quem faz exercícios porque:


• Ajuda a regular a atividade do organismo;
• Potencializa os resultados obtidos durante as aulas;
• Mantém o corpo em bom funcionamento;
• Tem influência direta na melhora da qualidade de vida.


Além disso, o aluno deve atentar-se para:


• Manter alimentação balanceada para não prejudicar os resultados das aulas;
• Obter fonte de energia para usar durante as aulas;
• Manter o corpo em bom funcionamento;
• Preocupar-se com a hidratação.


Tags: A importância da alimentação para quem faz exercícios